terça-feira, 21 de setembro de 2010

De onde vem a calma

Quando a gente para pensar, demasiadamente, a gente tende a temer. Muita reflexão tira um pouco da espontaneidade, da vontade imediata e da irresponsabilidade que muitas vezes o ser humano precisa ter. Ser muito certinho é bom para o espelho da sociedade. Pensar em si faz bem a ti. E aprendi a gostar mais de mim, antes de qualquer outro. Por mais que deveras vezes algo que se faça pareça ruim ao vizinho, seu telhado tem que vir em primeiro lugar.

A goteira no teto dos outros não molha sua cabeça. A do seu teto é que incomoda seu sono.


“Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
Não vou ceder...”
(Los Hermanos – De onde vem a calma)

3 comentários: